Em 2012 vai ?

Será que em 2012 vai ? Algumas coisas estão acontecendo no que diz respeito ao disco. Pedro Marin começou a mixagem  das músicas. E provavelmente deve terminar no final do mês. Acabo de escutar Dot of Hell e ficou bem interessante. A referência para a mix é o disco “Tiger Walk” do Robben Ford. Sem querer gerar expectativas ou comparações porque é apenas uma referência bacana de um cara que eu gosto demais. Coisas de Mello Jr é claro !!!   Mesmo assim ainda existem detalhes pendentes. Algumas coisas ainda precisam ser gravadas. Notícias que surgem de fora, informam que Terence Higens está tocando com o Harren Haynes, o que me deixa muito contente, afinal de contas, a gente contou com ele nas bateras do disco. Ainda temos que pensar na capa e encarte do disco.

Enfim, acho que este ano saí !

A esta altura, ninguém deve mais se lembrar deste blog, mas tá valendo. As músicas vão ficar pra sempre !

Abraços

Tudo Parado !

Pra variar, tudo parou. Tive alguns problemas pessoais, de ordem financeira..srrsrs. Acabei saindo do meu trabalho e resolvi montar um comercio próprio, o que acabou definitivamente com o meu tempo e dinheiro. Enfim, as coisas estão paradas no que diz respeito ao meu disco, mas mesmo assim, eu acredito que o disco fique pronto ainda este ano. Alguns detalhes devem mudar, como não finalizar a gravação de uma das músicas cantadas. Infelizmente não tenho tempo para lidar com isto. Então vou dar uma simplificada nas coisas, infelizmente. Como todo o resto esta praticamente pronto, em breve as músicas devem seguir em frente para a mix e master.
Assim, que possível, posto mais notícias.

Abraços

Funk, Arranjo e gravação do naipe de metais.

Demorei pra postar o video, mas antes tarde do que nunca. Pelo video dá pra sacar os caras afinando os instrumentos, fazendo o arranjo e gravando as metaleiras. Deixei tudo bem tosco, dá pra sacar algumas dobras, conforme as gravações iam acontecendo.

Abraços

Sorte no Arranjo e no Transito !

E não é que tudo deu certo ? Saí do trabalho as 18:00 hs em ponto. Mello acabará de me ligar, informando que o pessoal ainda estava trabalhando nos arranjos. Saí de Osasco voando, e por incrivel que pareça, o transito na Marginal Pinheiros estava maravilhoso. Muita sorte hein ? Cheguei no estudio por volta das 18:30 hs. Mello me apresentou aos três jovens e talentosos músicos. Wagner Barbosa (sax) Douglas Felicio (trombone) e Marcos Will (trompete).

Os arranjos no funk ficaram bem interessantes. Então eles gravaram todos ao mesmo tempo. Para cada parte gravada, dois canais foram utilizados. Sendo assim, ficamos com 6 instrumentos de sopro tocando partes distintas e formando o arranjo do naipe de metais. Eu digo pra vocês que ficou chique demais. Muito legal mesmo! Pensamos inicialmente em colocar um solo de trombone na música. Então, Douglas Felicio gravou um solo de trombone, muito legal por sinal, mas o produtor Mello Jr, considerou a necessidade de um solo com mais pressão. Então Wagner Barbosa gravou um novo solo utilizando-se de um sax baritono. Não sei como vai ficar ainda, mas imagino que o solo de sax deva permanecer.

O outro som, um Bluesy, ficou muito bom também. Neste caso foi utilizado apenas um sax alto. Wagner Barbosa gravou várias partes e também um belíssimo solo.

Fiz alguns videos e fotos, mas ficaram na máquina de Mello. Assim que for possível coloco tudo no blog.

Abraços

Angústia !!!


É realmente angustiante ficar no trabalho, sabendo que a galera dos metais esta no Creative, fazendo os arranjos e gravando os dois sons do meu disco !

Quase lá…

Quinta-Feira passada, estivemos no Creative para mais uma sessão de gravação. Também tive o prazer de conhecer Pedro Marin. Pedro é  engenheiro de Gravação e será o responsável pela mixagem e masterização  do meu trabalho. Ele já atuou  com muita gente boa por aí,  Milton Nascimento, Roberto Carlos, Marina,  Ana Cañan, Diego Moraes,  Adriano Grineberg, entre outros. Então eu estou muito feliz por poder contar com um profissional deste nível para definir a mixagem e masterização do disco. Mais uma valor agregado por Mello Jr.

Além disso, avançamos bem nas gravações das guitarras, praticamente finalizamos tudo. Falta bem pouco agora.

Outra novidade que me deixou feliz, vai ser a participação de Mello Jr, fazendo um solo em uma das faixas do disco.  Muito legal mesmo. Fiquei feliz de verdade. Mello acima de qualquer coisa, é um músico pelo qual tenho tremenda admiração. Vai ser uma honra ter o seu som de guitarra no disco.

Não fiz nenhum vídeo desta vez, mas gravamos três sons. O primeiro uma balada que compus para minhas filhas. Usei a Tele Deluxe 1978, plugada direta num Mesa Boogie Heartbreaker. Um som crunchado. O resultado ficou bastante interessante.

Gravamos um Bluesy também. Como disse o maestro Zé Godoy, um som de cabaré. Neste caso, plugamos a 335 no tremolux. Guita e ampli e nada mais. Não gravamos muitas guitarras. Acabamos deixando espaços para encaixar o som do Sax Alto.

O terceiro som é bem legal, inicialmente a música se chama Dot of Hell, quando a fiz, só conseguia pensar no timbre da 335. Na verdade este som tem uma praia bem Robben Ford. Então tentamos alcançar o som do homem plugando a ES-335 num Fender (Tremolux) e passando por um pedal Zendrive. Praticamente o que o Robben costuma usar, e imagine só ? Não chegamos nem perto do som dele. O som do Zendrive, acaba deixando tudo muito granulado.  Tentamos alguns outros pedais como o  Time Machine, mas não rolou. Acabamos nos contentando com um MXR assinatura do Zakk Wylde. Pro Inferno com essa história toda de Gears de boutique !

Finalizamos ainda, um quarto som. Matamos um dos solos e o final de um Blues Rock.

Enfim, tudo esta rolando perfeitamente. Nos próximos dias, o pessoal das metaleiras deve gravar, assim como devemos acertar com a Wanessa Jackson para a gravação do Funk.

Ainda preciso preparar uma letra para terminar a gravação do Gospel, que vai contar com a grande voz de Isabel Tavares, da banda Black Coffe.

Com um feriado destes, quem precisa de ovos de chocolate ?

Cantora, metais, guitarras e gravações

Esta semana as coisas deram uma embolada !

Sexta Feira devo gravar o restante das guitarras. Na próxima semana, tem gravação dos metais para pelo menos duas músicas do disco. O problema é que uma delas é um funk cantado. Neste caso a música já tem letra. Não definimos se em portugues ou inglês ainda. Porém não temos a melodia definida ainda. Eu cantei para Mello Jr, mas não sei porque, ele não aprovou minha voz.  Enfim, talvez a cantora deva entrar em ação rapidamente. A cotada para este som é Wanessa Jackson. Não temos nada definido ainda.

O Naipe de metais vai contar com a participação de Wagner Barbosa no Sax, Marcos Will no  trompete e Douglas Felicio no Trombone. Este pessoal tem tocado e gravado alguns sons com o Celso Pixinga. Os caras mandam muito !

Um som com os caras tocando. Apesar deste som ter sido upado para o  my space, ele ainda não foi mixado, mas dá pra sacar a vibe dos caras tocando.

http://www.myspace.com/music/song-embed?songid=67130042&getSwf=true